segunda-feira, 28 de maio de 2007

 

MOTIVO

.
Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
- não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
- mais nada.

Autor: CECÍLIA MEIRELES
Edição de: Global Editora - Brasil
Colecção: Melhores Poemas

Etiquetas:


Comentários:
gostei
 
"Sei que canto e a canção é tudo"

Pois bem, cantemos,
pois quem canta
seus males espanta!

abraço
MR
 
AInda não tinha lido este poema... que é lindissimo ...

bj
 
Cantar é ter alegria em cada instante...

Bjs Zita
 
Cecília Meireles, uma SENHORA no mundo da poesia.

Um abraço
 
Cecília Meireles______________está tudo dito

Parabéns pelo "espaço"

Beijinhos
 
Lindo este "Motivo" de Cecília Meireles. Faz juz a este espaço.
Um abraço.
 
... e ser poeta é dizer mais...

Um abraço e parabéns pelas belas escolhas.
 
Ola
Gostava que voltasse ao meu canto pq me atribuiram o prémio de blog " com tomates" e eu acho que este é um blog com " tomates" importante pela informção que dá em relação a livros e leituras.
Não sei se apreciam muito destas brincadeiras da net mas tentei premiar blogs informativos que contribuissem para um maior enriquecimento enquanto pessoa e este é!
Passe lá no meu canto!
Brisa de palavras
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]